[GTER] RES: Cache de BitTorrent

Provedor Bogus provedorbogus em gmail.com
Quinta Junho 25 17:32:22 BRT 2009


Luis,

O problema não são os boxes. As máquinas são baratas, tanto a máquina de
cache quanto a máquina
de conteúdo podem ser máquinas modestas. Nós compramos uma máquina de
conteúdo (Dell MD1000 +
PowerEdge) mais potente porque esperávamos uma demanda diferente da que
tivemos, mas, ela foi
hiperdimensionada.

O grande problema da solução é o volume de tráfego, que precisa ser
significativo.
Quanto maior o tráfego, maior o hit ratio.
Um provedor que tenha 50 mbps de tráfego Torrent não conseguirá mais que 2%
de hit ratio. :-(

Eu esperava que o interesse dos provedores fosse até maior. Pouca gente me
escreveu, talvez pela
situação de termos facilidade no PTT da Terremark ao invés do PTT-Metro,
mas, se a idéia dos PTT-R
comecasse a virar realidade, isso seria com toda certeza, um grande
diferencial para o backbone brasileiro.

Um abraço !


2009/6/25 Toledo, Luis Carlos <lscrlstld em gmail.com>

>
> Uma opção já q o custo dos boxes são caros, e a aquisição em forma de
> consórcio ou associação, sendo cada cotista investi um quinhão e tem
> direito
> a parte do uso
>
> >
> > Antônio,
> >
> > A sua sugestão é excelente. O problema é que inicialmente
> > isso não seria um produto porque somos um provedor como
> > outros aqui e com a mesma necessidade de baixar o custo do
> > P2P. Como já estamos linkados na Terremark a coisa fica mais
> > fácil e rápida de ser botada em prática. Se a coisa tomar
> > vulto, podemos hospedar um servidor de conteúdo também no PTT
> > Metro e uní-los.
> >
> > Um abraço !
> >
> >
> > 2009/6/25 Antonio Carlos Pina <antoniocarlospina em gmail.com>
> >
> > > Sugiro que você avalie a possibilidade de também se conectar ao
> > > PTT-Metro ( www.ptt.br).
> > >
> > > Conectando-se unicamente a Terremark você acaba restringindo seu
> > > alcance com o produto.
> > > Abs
> > > 2009/6/24 Provedor Bogus <provedorbogus em gmail.com>
> > >
> > > > Caros colegas,
> > > >
> > > >      Primeiramente peço desculpas se essa não é a melhor
> > lista para
> > > tratar
> > > > deste assunto.
> > > >
> > > >      Há algum tempo consultamos empresas (PeerApp e
> > Oversi) sobre o
> > > > custo de implantação de um cache de P2P e nos
> > > >      assustamos com o custo do hardware e principalmente do
> > > > software, completamente inviáveis para qualquer empresa
> > > >      de pequeno e médio porte só sendo justificável para carriers.
> > > >
> > > >      Assim, somos um provedor pequeno do interior do
> > estado do Rio
> > > > de Janeiro e desenvolvemos uma solução de cache
> > > >      transparente para BitTorrent (futuramente servirá
> > também para a
> > > > rede eDonkey). Não gostaríamos de nos identificar
> > > >      porque ainda estamos levantando os aspectos jurídicos da
> > > > proposta
> > > que
> > > > trazemos e contaremos também com as
> > > >      respostas de outros interessados para formular nossa
> > forma de
> > > > funcionamento.
> > > >
> > > >      Sobre o código desenvolvido, o cache funciona
> > perfeitamente, é
> > > > escalonável, pode ser dividido em várias máquinas para
> > > >      questões de alta disponibilidade e consome pouca CPU podendo
> > > > ser executado numa máquina Linux com 16 GB de RAM
> > > >      e aconselhamos um processador Core i7 básico.
> > > >      Nossa máquina de produção tem exatamente essa configuração e
> > > > custou cerca de R$ 2.800 com placa-mãe Supermicro.
> > > >
> > > >      O problema atual é que possuímos pouco volume de tráfego para
> > > popular
> > > > o cache e com isso o hit ratio alcançado fica em
> > > >      torno de 6%, sendo que o desejável é qualquer coisa
> > acima de 35%.
> > > >
> > > >      Por isso estamos recorrendo a esta lista.
> > > >
> > > >      A idéia é que outros provedores (fora do Rio de Janeiro, por
> > > questões
> > > > de mercado) também possuam uma máquina de
> > > >      cache que irá compartilhar o nosso servidor de
> > conteúdo (que é
> > > > uma máquina com 4 processadores Quad-Xeon
> > > >      e 64 GB de RAM) de 45 TB. O modelo de negócios só fica
> > > > interessante
> > > se
> > > > pudermos utilizar um link de Internet mais
> > > >      barato do que os contratados das carriers e por isso os
> > > > interessados deverão estar conectados ao NAP das Américas
> > > >      na Terremark. Espera-se com isso baixar o custo de
> > link para o
> > > tráfego
> > > > P2P sem diminuir a qualidade para o usuário
> > > >      final.
> > > >
> > > >      Se alguém estiver interessado em participar disso,
> > por favor,
> > > > envie uma mensagem privada.
> > > >
> > > >      Atenciosamente,
> > > >
> > > >      Provedor Bogus
> > > > --
> > > > gter list    https://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter
> > > >
> > > --
> > > gter list    https://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter
> > >
> > --
> > gter list    https://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter
>
> --
> gter list    https://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter
>



More information about the gter mailing list