[GTER] Duvida sobre BGP

Shine eshine em gmail.com
Sexta Fevereiro 8 10:38:02 BRST 2008


Em 07/02/08, Matias Breunig <matias em dgnet.com.br> escreveu:

> Olá Colegas,
>
> Tenho hoje um cenário com alguns circuitos da embratel, são 8
> circuitos entre 8 e 32Mb em cidades distintas e também um circuito de
> 2Mb com a Telemar.





> Até aqui era mais econômico e estável contratar circuitos isolados em
> cada cidade. Hoje estamos enfrentando alguns problemas, principalmente
> de viabilidade para atendimento em alguns pontos. Ainda não é viável
> interligar todas cidades, algumas estão interligadas mas a infra não
> suporta toda demanda de tráfego da cidade remota, para estes casos
> gostariamos apenas de passar parte do  tráfego para suportar o que a
> embratel não consegue atender.


Imagino que seja tráfego downstream, certo?



> Nossos clientes  tem redes com "IP válido" e então não podemos
> simplesmente fazer um source routing ou um NAT em determinados
> clientes para diferecionar parte do tráfego para outras cidades.


Não vejo exatamente impossibilidade em fazer source routing no
tráfego upstream da sua rede. Isso independe do IP ser público ou privado. O
problema é o tráfego se tornar muito assimétrico, algumas aplicações não
gostam muito disso. Além de source routing ser muito "estático", se a
interface no qual a rota foi apontada cair, vc pode incorrer em um blackhole
route.



> Este problema poderia ser resolvido com BGP?  Anunciando algumas redes
> para sair pelo roteador X e outros pelo roteador Y (na cidade
> vizinha).


Observe que qdo falamos no anúncio, estamos afetando o downstream. Note tbm
que qdo vc fizer o BGP entre suas filiais será iBGP e não eBGP, dessa forma
o tratamento dado às rotas será distinto. Muito provavelmente vc terá que
lidar com redistribuições controladas, o que é até trivial de se realizar,
mas pode não ser tão simples de manter...
Vc pode distribuir o anúncio externo e interno da forma que bem entender
para tentar equilibrar o tráfego, com atributos entre eles (por exemplo
prepend). Mas terá que planejar o anúncio de uma forma cuidadosa para que
isso seja bem estruturado. Verifique com a Embratel se o menor bloco a ser
anunciado não será filtrado no roteamento da rede interna deles, cuidado com
as sumarizações.
Considere o uso de communities no eBGP (veja se a Embratel suporta e levante
informações das communities utilizadas) e no iBGP. Lembro que o Eduardo
Ascenço fez uma apresentação bem dissertada em alguma reunião do GT-ER sobre
isso, dê uma olhada nos históricos das apresentações.


> Estes roteadores que fazem conexão com a embratel podem ter um AS único?


Podem, não... devem. Eu tenho uma forte impressão que o LACNIC não aprovará
um AS para cada um dos seus sites... :P Bem, vc até pode usar um AS que não
seja público, mas não acho que isso seja necessário.

sd,
Edgar



More information about the gter mailing list