[GTER] Esqueça a Internet, Senador.

Henry Lenzi henry.lenzi em gmail.com
Domingo Maio 27 20:05:42 BRT 2007


>
> Se as fiscalizações no meio 'físico' já são complicadas e muitas vezes
> insuficientes por parte do estado, como vão fazer isso de maneira razoável
> na Internet?
>
A lei daria poderes judiciais a quem não os deve ter. Qual o limite
disso? Invadir a web cam pode? E vírus e trojans na "defesa digital",
pode? Se o vírus resultar em efeito colateral (tipo deleção de
arquivos, ou tornar o sistema mais vulnerável), quem paga por isso? No
caso de uma empresa investigar a outra, por que um ataque se origina
de lá, quem sai ganhado com isso? Seguramente não é a empresa que teve
seu perímetro invadido.

 Além disso, como isso é feito, por ex,. nos EUA? Com *trabalho
investigativo* - tipo infiltrar o Defcon e chats. Fora as técnicas
tradicionais.

Além do mais ridículo que é: o Senador Azeredo não tem a mínima idéia
de segurança. Ainda esta semana saiu um artigo de criptografia sobre
linhas de transmissão comuns (elétrica, rede, etc) que elimina os
ataques de man-in-the-middle. Isso para falar o que vem por aí...Fora
o que já se tem.

Kish, Laszlo B.
Thermal noise informatics: Totally secure communication via a wire;
Zero-power communication; and Thermal noise driven computing

http://www.citebase.org/abstract?id=oai%3AarXiv.org%3A0705.0158

 Então, o Senador, que mais parece estar a serviço de país
estrangeiro, instaurando aqui no Brasil um Patriot Act do Bush às
escondidas, vai acabar usando um míssil nuclear para desinfetar a
casa. Na minha opinião, será inconstitucional.

 Para mim, o verdadeiro perigo para a Internet é o Azeredo.

[ ]s
Henry



More information about the gter mailing list