Re: [MASOCH-L] Dúvida sobre tráfego entre Brasil e exterior

Rubens Kuhl Jr. rubensk at gmail.com
Tue Jan 17 17:46:46 BRST 2006


> A minha pergunta é simples: Esses 100 Mb que a speedy puxa do meu servidor
> no datacenter americano, é um gasto (eles pagam por isso por isso À alguém?)
> ou é um lucro (eles recebem por estarem consumindo esse link)? Ou nem um nem
> outro?

É um gasto. A Telesp fixa, que opera o Speedy, compra capacidade IP da
Telefônica Empresas, do mesmo grupo no Brasil... já a Telefônica
Empresas compra capacidade IP da Telefónica Internacional, usando cabo
submarino da Emergia, sendo essas duas empresas da Telefónica de
España.


> Faço essa pergunta, pois dependendo da resposta posso saber se seria
> vantagem eu manter um servidor proxy dentro da speedy por ex, para atender
> apenas aos usuários deles, pois nesse caso a speedy iria puxar do datacenter
> americano apenas 100 kbps, e distribuir os 100 Mb aos seus usuários.

Eles vão considerar isso acesso "premium" aos clientes deles, e vão te
cobrar por isso... e vão te cobrar algo mais parecido com 100 Mbps do
que com 100 kbps.

O que vale a pena experimentar é se os proxies que eles já têm não vão
propiciar isso para você sem necessidade de pagamento algum. É notório
que os usuários do Speedy são forçados a usar proxy-cache para HTTP, e
é possível que eles também o sejam para algum formato de streaming.
Faça alguns testes de tráfego entre uma máquina Speedy, veja se portas
como 554, 7070, 1755, 5004, 5005 estão interceptadas... mesmo para
porta 80, que sabidamente está interceptada, veja se o proxy faz
replicação de live-feed ou cache de video-on-demand.

Você vai ter que repetir essa análise para outras redes de acesso com
bom número de usuários como Velox, Turbo, Virtua, @Jato... talvez não
seja a mesma solução para a todas, o que vai exigir respostas
diferentes em função de IP origem.

Algo a considerar é que se você vai ter um tráfego dessa ordem de 100
Mbps e com clientes apenas no BR, você provavelmente economizaria
bastante aderindo a PTTs brasileiros... fornecedores de conteúdo são
os maiores beneficiados em custo e em qualidade de serviço ao
bypassarem as teles.


Rubens


More information about the masoch-l mailing list