[GTER] Embratel não trabalha com IPv6 em seu "backbone"!?

MARLON BORBA MBORBA em trf3.jus.br
Quinta Janeiro 8 15:27:36 BRST 2009


Caros,

Como deve ser do seu conhecimento, está em movimento um projeto de
iniciativa do CNJ para integrar todos os órgãos do Judiciário em uma
grande rede IP.

Na esfera da Justiça Federal sou um dos participantes desse projeto.
Tenho feito um trabalho de conscientização no sentido de que a
instituição adira e se prepare para o uso do protocolo IPv6, desde
a época da Reunião GTER 27 ("só 96 bits a mais").

Sucede que o coordenador do projeto na Justiça Federal fez uma consulta
à Embratel sobre a disponibilidade de IPv6 para uso nessa rede e recebeu
esta resposta que a meu ver é surpreendente:

"Os equipamentos roteadores de borda do backbone IP da Embratel, bem
como os equipamentos roteadores alocados nos sites da rede do CNJ estão
preparados para suportar Ipv6. Entretanto, o backbone da Embratel ainda
não utiliza a tecnologia baseada em Ipv6. Ainda não trabalhamos com este
novo padrão".

Estou perplexo, pois imaginava que a Embratel já estivesse pronta!...

Sua opinião?



-- 

Abraços,

Marlon Borba, CISSP, APC DataCenter Associate
Técnico Judiciário · Segurança da Informação
IPv6 Evangelist · MoReq-Jus Evangelist
TRF 3 Região
(11) 3012-1683
--
Practically no IT system is risk free.
(NIST Special Publication 800-30)
--




More information about the gter mailing list