[GTER] RES: RES: RES: RES: Problemas na Embratel ?

Julio Arruda jarruda-gter em jarruda.com
Sexta Novembro 7 00:55:54 BRST 2008


Toledo, Luis Carlos wrote:
>>>> Tecnicamente, a briga envolvendo o FCC e um MSO grande nos 
>>>>         
>> USA, para 
>>     
>>>> comprovar que faziam coisas 'ilegais', nao demorou anos, nem o 
>>>> problema era o shaping, e sim packet forging, eles 
>>>>         
>> 'inseriam' pacotes 
>>     
>>>> falsos no trafego.
>>>>     
>>>>         
>>> Olá Júlio, só por curiosidade.
>>> Qual o objetivo em inserir pacotes falsos no tráfego nesse 
>>>       
>> caso em questão?
>>     
>>> DDOS?
>>>
>>> --
>>>   
>>>       
>> Disclaimer, eu sou da arbor, que e' competidor neste caso, 
>> portanto, take with a grain of salt :-)..
>>     
>             -------------------------
> É sr julio, assim como eu vc deve ter mais de 40...
>
>   
Com certeza :-).
>> Se os dispositivos em questao nao fazem forward wire-rate de 
>> pacotes, nao podem ser colocados inline (ou, ate que pode, so 
>> que se colocados, devem gerar impacto de jitter/latencia e 
>> perda de pacotes).
>> Por esta limitacao, existem solucoes que funcionam 
>> "not-inline", para controlar trafego P2P.
>> Funciona ate de maneira 'interessante' para as pessoas tecnicas..
>>     
>
> Interessantíssimo! Fo sizzle my nizzle.
>
>   
Eu tecnicamente acho uma solucao criativa, o problema e' que ela e' 8 ou 
80, voce vai cortar as sessoes, ou deixar passar.
Se o provedor quer fazer traffic engineering, geralmente nao esta 
olhando somente para este ponto, mas tambem em pesos e prioridades, 
alterar valores ao longo do dia e etc.
O problema legal que ocorre nao e' mundial, obvio, pois cada pais tem 
sua legislacao, so que e' no minimo estranho pensar que tem alguem "se 
passando" por voce.

>> Ao detectar que um subscriber esta iniciando sessoes P2P, por 
>> meio de um port mirroring para 'analisar' o trafego, os 
>> dispositivos podem mandar pacotes fabricados de RESET para 
>> ambos os lados da conexao P2P.
>> Com isto, as sessoes P2P do subscriber vao ser cortadas, e o 
>> trafego 'controlado'. O problema e' que voce 'gerou pacotes 
>> em nome do cliente e do outro lado da sessao p2p'...
>>     
>
> If he only knew...
>
>   
Ai que esta, eles sabem, existem artigos as pampas sobre o que estava 
sendo feito neste caso, e por causa disso, a Comcast foi forcada a parar 
de usar isto.
Tem obviamente muito mais por tras disso, todo o papo de Net Neutrality, 
e muito cachorro grande envolvido.
O que creio que vai acontecer e' (opiniao pessoal), os MSO e outros, vao 
gradualmente tentar migrar do modelo "all you can eat", para servicos 
tiered, com cotas, ate por aplicacao/horario.
O primeiro passo para isto, vai ser educacao, acostumar o cliente a ver 
o quanto ele esta usando da cota e etc, por aplicacao, e por ai vai.
A transicao para tiered services com 'enforcement' e' onde a coisa complica.
Tem um provedor na Europa, que tem um sistema de portal, onde os 
usuarios controlam quanto de banda estao usando, por horario, aplicacao, 
e podem 'comprar' um passe VIP, ou um upgrade, tudo online, via portal, 
assim alguem que quer fazer P2P pesado, por um ou dois dias, pode 
comprar um 'boost', um turbo, por dois dias, e outras coisas..








More information about the gter mailing list