[GTER] Traffic shapping de P2P no Virtua

Tukso Antartiko tukso.antartiko em gmail.com
Sexta Maio 11 22:23:34 BRT 2007


Também nunca entendi o que eles querem dizer com "filmes" na
propaganda, visto que o apelo comercial dos filmes disponíveis
legalmente é irrisório. Para mim  o personagem estrangeiro, está mais
para um bode expiatório, que fala errado, confundindo muzka com música
 e filmes com vídeos (streaming, YouTube e cia).

Voltando ao assunto, criptografia não impede shaping P2P, mas P2P não
é uma causa que desperte meu interesse, portanto não vou comentar
como. Criptografia apenas dificulta um pouco a identificação do
conteúdo.
Se alguém está bloqueando até 100% de tráfego P2P criptografado, ou os
filtros deles são muito bons ou estão aumentando em muito os riscos de
terem problemas judiciais.

On 5/11/07, Edson Noboru Yamada <enyamada em gmail.com> wrote:
> Srs,
>
> Tenho um link de 2 Mbps do Virtua aqui em Sampa e já vinha percebendo que
> as taxas dos downloads P2P (especialmente torrents) estava muito irregular;
> há dias
> em que conseguia até 200 KB/s, em outros simplesmente vinha 0 KB/s,
> independente
> do numero de seeders.
>
> Pesquisei no Google e parece que o traffic shapping de P2p é uma prática
> instituída
> na rede da NET (apesar dos comerciais na TV citarem que da pra baixar filmes
> e MP3
> com velocidade, o que e' nao mais do que um quarto de  verdade sem
> torrents).
>
> O que me intriga nesta historia toda e' que mesmo ativando a criptografia e
> usando portas aleatorias, a rede do Virtua consegue fazer o shapping. Alguem
> sabe
> como isto funciona? (e, claro, poderia dar uma pista de como burlar?)  Qual
> e' a magica
> que a NET usa pra identificar o trafego como torrent?



More information about the gter mailing list