[GTER] "Limitação" de informação nos traces de pacotes

Antonio Carlos Pina antoniocarlospina em gmail.com
Sexta Maio 4 12:16:03 BRT 2007


Nunca ouvi falar disso.

Então TCPDUMP nem pensar ?

Existem leis que proíbem a escuta telefônica e pode-se fazer uma
extrapolação para wiretapping (por exemplo, você dentro de um datacenter
sniffar o tráfego de um cliente) e talvez você pudesse ser processado por
roubar conteúdo de e-mail com o msgsnarf por exemplo. Mas não conheço
nenhuma lei específica para isso. Sugiro que quando você "ouvir falar", você
pergunte a fonte :-)

Abs.


Em 04/05/07, Fabrício Barros Cabral <fxcabral em yahoo.com.br> escreveu:
>
> Olá todos!
>
> Fui informado que alguns países impõe certas "limitações" a respeito das
> informações extraídas dos pacotes de um trace, isto é, não permitem que
> eu "abra" (Deep Packet Inspection) um pacote IP até a camada de
> aplicação e retire de lá informações. Por exemplo: se eu quiser abrir
> todos os pacotes HTTP, para obter informações como a URL que está sendo
> visitada e etc. as leis do país me proíbem de fazê-lo. Assim sendo,
> pergunto:
>
> 1. Quais países não permitem que se "abra" um pacote IP?
>
> 2. Qual o motivo desta proibição?
>
> 3. Como saber o que é permitido/proibido se fazer com um pacote IP?
>
> 4. O que eu posso fazer para "burlar" (de maneira legal, claro) esta
> limitação?
>
> Agradeço a atenção de todos,
>
> --fx
>
>
> --
> gter list    https://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter



More information about the gter mailing list