[GTER] RE: spam (Era: assuntos para o GTER)

Lauro Barbosa lauro em pro.via-rs.com.br
Terça Abril 2 17:12:01 BRT 2002


"Rubens Kuhl Jr." wrote:
..........

> Outro motivo para forte de presença de spammers em banda-larga é a
> anonimicidade e irresponsividade associada a alguns serviços
> (especialmente Speedy e Virtua); as medidas para evitar isso não mudaram
> nos últimos anos e já constavam de "Recomendações para o Desenvolvimento
> e Operação da Internet no Brasil" (19/08/1999),
> http://www.cg.org.br/acoes/desenvolvimento.htm
> ...
> Rubens Kühl Jr.

A prática de SPAM teve um crescimento considerável com os serviços de acesso
Banda-Larga (Cabo e DSL). Este é um fato que não pode ser ignorado.
O acesso 24 horas, em alta velocidade com custo relativamente baixo e fixo,
aliado ao surgimento de software´s específicos para envio de grande número
de mensagens tem incentivado muitas empresas e/ou pessoas físicas à se
iniciar na prátca de SPAM. A popularidade do Linux, também, tem sua parcela
de contribuição.
Os SPAMmers profissionais hoje não utilizam mais os servidores de SMTP de
seus provedores. Eles tem os próprios, ou utilizam alguns dos milhares com
relay aberto espalhados pelo mundo. Alguns  Proxy Servers , muito utilizados
por empresas com acesso Banda larga, após a instalação, deixam o serviço
SMTP totalmente aberto.

Estes são os reais motivos da "forte de presença de spammers em banda-larga"
e não "a
anonimicidade e irresponsividade" citada pelo Rubens.
O Virtua, serviço de acesso via cabo, está bastante preocupado com a
proliferação de SPAMmers em sua rede, acatando "todas" as reclamações
relacionadas com SPAM. Elaboramos um fluxo bem rígido para advertir nosso
assinante SPAMmer, que bloqueia seu acesso à rede logo na 1a. reincidência
até um possível cancelamento de contrato, nos casos em que o assinante não
aceita nossos termos, em contrato.

Alguns provedores estão cadastrando suas classes de IP destinadas aos
assinantes na lista "MAPS Dial-up User List",
http://www.mail-abuse.org/dul/.

A ABRANET tem discutido este assunto porém não tenho notícias de ações
efetivas, ou, de algum conjunto de recomendações aos provedores associados.
Tenho minhas dúvidas se este assunto deve ser discutido por este grupo,
porém, se o tema for mantido seria bom reservar, no mínimo, 1 turno inteiro
para as discursões.

Abs,
   Lauro.





More information about the gter mailing list