[MASOCH-L] Transferencia de arquivo por WiFi

Carlos André candrecn at hotmail.com
Mon Aug 26 10:38:39 BRT 2013


> 
> 2013/8/26 Carlos André <candrecn at hotmail.com>:
> > Não é por nada não, é bom começar pela "raiz" do problema... 150 x ~3GB = 450GB para ser transferidos em 3 horas, 150GB/h = 41,67MB/s fora o overhead... Sua rede inteira é pelo menos gigabit?? Você já testou a velocidade máxima de transferência de apenas 1 (UM) ônibus para o seu servidor de FTP?? Mesmo quando tem apenas 1 ônibus transferindo, você consegue atingir pelo menos uns 80MB/s (megabytes) estável de qualquer posição do estacionamento???De qualquer forma, pelo seu caso parece que é bom você ficar de olho no padrão 802.11ac :)
> > ps: Se o negócio "apertar" mesmo, poe uma tomadinha ethernet escondida em cada busão para descarregar a informação e ensina para o "tio" da bomba de combustível como ligar, em gigaethernet deve terminar os 3GB antes de encher o tanque :)
> > Atenciosamente,
> 
> E eu pensando que a ideia de 'ligar o veículo na tomada para
> recarregar' era muito absurda.

Hahaha, que nada! O problema todo é as "limitações" impostas pelo ambiente dele, além de tudo ele ainda não deu noticias, mas se duvidar, tem gargalo até no servidor dele que recebe todo esse tráfego! Sem contar o meio compartilhado que ele usa!  



> E, considerando a ideia de Danton, em outro post, sobre o DVD,
> lembro-me de ter visto câmeras IP, para veículos, que podem usar
> cartões SD.
DVD até que é plausível se considerar apenas o arquivamento, mas se ele tiver que processar algo na imagem é outra história (haja saco baixar 150 DVDs todo dia!) e mídia ótica não é amiga de vibração, já do SD acho que o chefe dele iria chorar se tivesse que usar um SD de 4/8GB para CADA viagem para 150 busões e depois de novo o trabalho para descarregar (provavelmente o sistema de gravação dele já deve utilizar um SD para armazenamento)... 

Por isso sugeri o quebra-galho de usar uma tomadinha ethernet, se não tiver gargalo nos uplinks ou no servidor dele, vai baixar tudo em menos de 1 minuto, poe um cabo em cada bomba de combustível e a tomadinha próxima da boca do tanque, não é "invisivel" igual o wifi, mas deve funcionar :)

Mas ainda estamos considerando que o problema é no meio, se ele tiver um servidorzinho de FTP em baixo da mesa ligado em uma porta fast com um HD IDE aí não dá também né :)


> 
> Obrigado.
> 
> Cássio
> 
> 2013/8/26 Carlos André <candrecn at hotmail.com>:
> > Não é por nada não, é bom começar pela "raiz" do problema... 150 x ~3GB = 450GB para ser transferidos em 3 horas, 150GB/h = 41,67MB/s fora o overhead... Sua rede inteira é pelo menos gigabit?? Você já testou a velocidade máxima de transferência de apenas 1 (UM) ônibus para o seu servidor de FTP?? Mesmo quando tem apenas 1 ônibus transferindo, você consegue atingir pelo menos uns 80MB/s (megabytes) estável de qualquer posição do estacionamento???De qualquer forma, pelo seu caso parece que é bom você ficar de olho no padrão 802.11ac :)
> > ps: Se o negócio "apertar" mesmo, poe uma tomadinha ethernet escondida em cada busão para descarregar a informação e ensina para o "tio" da bomba de combustível como ligar, em gigaethernet deve terminar os 3GB antes de encher o tanque :)
> > Atenciosamente,
> >
> > Carlos André
> >
> >
> >
> >
> > cand...... at hotmail.com
> >
> >> Date: Sun, 25 Aug 2013 21:03:38 -0300
> >> From: casfre at gmail.com
> >> To: masoch-l at eng.registro.br
> >> Subject: Re: [MASOCH-L] Transferencia de arquivo por WiFi
> >>
> >> 2013/8/25 Rubens Kuhl <rubensk at gmail.com>:
> >> > 2013/8/25 Hamilton Vera <hamilton at theforce.com.br>
> >> >
> >> >> Boa tarde Rubens, infelizmente isso não é possível pois o horario que tenho
> >> >> para descarregar as imagens é quando os onibus estão na garagem 01:00 AM as
> >> >> 04:00 AM. Entao serializar não daria muito certo
> >> >
> >> > A não ser que você coloque frequências não interferentes, paralelizar em
> >> > cima de um meio de acesso compartilhado não adianta.
> >> >
> >> > E mesmo tendo várias freqs. não intereferentes (que só existem 3 em 2.4,
> >> > pois os canais tem sobreposição), o raciocínio vale dentro deles:
> >> > serializar para que naquele canal não haja competição.
> >>
> >> Correndo o risco de falar uma tremenda bobagem, será que se colocar
> >> rádios por setor, com potência bem baixa, limitando o raio de
> >> atendimento de cada rádio, ele não conseguiria uma 'convivência' dos
> >> canais não interferentes na área? Sendo 150 veículos, certamente o
> >> espaço deve ser bem grande. Não sei se já existem homologados no
> >> Brasil, mas pensei em algo parecido, por exemplo, com os Xirrus.
> >>
> >> Curiosidade minha: a transferência só é efetivada após o veículo estar
> >> 'estacionado' em definitivo (já passou por manutenção, limpeza,
> >> triagem etc)? Pelos requisitos de tempo e de rede, deduzi que toda
> >> essa transferência deve ser feita sem 'intervenção humana'. Estava
> >> imaginando aqui algo como 'vamos ligar o veículo na tomada para
> >> recarregar'. :-)
> >>
> >> Obrigado.
> >>
> >> Cássio
> >> __
> >> masoch-l list
> >> https://eng.registro.br/mailman/listinfo/masoch-l
> >
> > __
> > masoch-l list
> > https://eng.registro.br/mailman/listinfo/masoch-l
> __
> masoch-l list
> https://eng.registro.br/mailman/listinfo/masoch-l
 		 	   		  


More information about the masoch-l mailing list