RES: [GTER] Peering - embratel

Rubens Kuhl Jr. rubens em email.com
Terça Abril 9 13:25:00 BRT 2002


É por isso que o Maceira ontem fazia questão de diferenciar interconexão
de "settlement-free peering"; mesmo na interconexão STFC existe custo
dependendo do perfil de tráfego, e ao que parece é uma proposta assim
que a Embratel fez para a Intelig para tráfego Internet. 

Quanto a competividade e universalização, e até mais simples no mundo IP
sair do zero e "comprar" tráfego; basta verificar quais Autonomous
Systems tem muito tráfego e propor um bom acordo para eles. Levar
usuários de linhas telefônicas cujos números ao mudar tem que ser
informados para o seu círculo de contatos é muito mais complexo do que
rerotear tráfego.


Rubens Kühl Jr.



-----Original Message-----
From: gter-admin em eng.registro.br [mailto:gter-admin em eng.registro.br] On
Behalf Of Flávio Negrão Torres
Sent: Tuesday, April 09, 2002 9:08 AM
To: 'gter em eng.registro.br'
Subject: RES: RES: [GTER] Peering - embratel


Concordo com vc Rubens, mas se vc observar a política de interconexão
para redes STFC, não existem restrições de abrangência e nem capacidade
entre as operadoras, caso contrario uma empresa espelho que nasceu do
zero nunca conseguiria se enquadrar. O que existe são limites de
trafego, que caso algum lado ultrapasse o excedente será onerado. Cabe a
Anatel estabelecer regras para interconexões "IP" que favoreçam
competição e não oligopólio. Acredito que com a tendência de
"universalização" da Internet pregada pela Anatel, os caminhos estão
tendendo para este lado.

[]s

____________________________________________ 
   Flavio Negrão Torres 
    GVT - Eng&Oper 
 
 -----Mensagem original-----
De: Rubens Kuhl Jr. [mailto:rubens em email.com]
Enviada em: terça-feira, 9 de abril de 2002 03:56
Para: gter em eng.registro.br
Assunto: Re: RES: [GTER] Peering - embratel


Os requisitos são compatíveis com um acordo de interconexão sem custo...
o que falta à Embratel não é uma política de peering, mas uma política
comercial de venda de conectividade com seu AS (além daqueles cujo único
caminho seja o AS da Embratel), com um preço diferenciado do trânsito
que inclui conectividade com a Embratel e através da Embratel.  De
qualquer forma, é louvável que a política de peering esteja declarada
para que possamos inclusive utilizá-la como referência do mercado; o dia
em que alguém conseguir se enquadrar nessa política, será o indício de
um mercado mais equilibrado comercialmente (o que pode ou não ser um
mercado competitivo). Rubens Kühl Jr.



----- Original Message -----
From: Flavio Negrao Torres 
Date: Mon, 8 Apr 2002 17:41:59 -0300 
To: "''gter em eng.registro.br''" 
Subject: RES: [GTER] Peering - embratel


Content-Type: text/html 

Interessante... os requisitos para se habilitar são bem "modestos"....

____________________________________________ 
   Flavio Negrão Torres 
   GVT - Eng&Oper 
 
 -----Mensagem original-----
De: Reinaldo Penno [mailto:reinaldo_penno em nortelnetworks.com]
Enviada em: segunda-feira, 8 de abril de 2002 17:32
Para: gter em eng.registro.br
Assunto: [GTER] Peering - embratel


http://www.embratel.net.br/internet/peering/ 
-- 
_______________________________________________
Sign-up for your own FREE Personalized E-mail at Email.com



-- GTER list http://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter
--
GTER list    http://eng.registro.br/mailman/listinfo/gter




More information about the gter mailing list